MENU PREM1UM
× QUEM SOMOS CATÁLOGO VINHOS REGIÕES PRODUTORES REPRESENTANTES NOTÍCIAS FALE CONOSCO

Facebook Instagram

CLOS LAPEYRE

Pais Sudoeste, França
Site www.jurancon-lapeyre.fr

PROPRIETÁRIO
Jean-Bernard Larrieu

A VINÍCOLA

Jurançon, uma região produtora de vinhos brancos localizada bem ao sul da França, aos pés dos Pirineus, é uma das menos conhecidas dos consumidores brasileiros. Nessa interessante denominação, Jean-Bernard Larrieu comanda o Clos Lapeyre, adotando as práticas da cultura orgânica e vinificando com arte suas pequenas obras-primas. Segundo ele, a agricultura orgânica é a melhor maneira de expressar a personalidade de um terroir. Seus vinhos brancos secos, suaves e doces, elaborados com as variedades Gros Manseng e Petit Manseng, se posicionam entre os grandes rótulos franceses. Quem ousar experimentar esses vinhos será amplamente recompensado.

História

Esse domaine foi estabelecido em 1920, em pleno coração da denominação Jurançon, por Jean Larrieu. A família vivia da criação de gado e da venda de morangos, ao mesmo tempo em que cultivava as vinhas (apenas 3,5 ha eram destinados às uvas, que eram vendidas à cooperativa local). A família foi a primeira da região a replantar vinhedos nas colinas em forma de terraços semicirculares, a partir de 1970, para permitir melhor insolação e maturação das uvas, prática comum hoje em Jurançon. Em 1985, após estudos em viticultura e enologia, Jean-Bernard Larrieu faz sua primeira vinificação, sob a supervisão de seu pai, Marcel. Nasce, assim, o Clos Lapeyre.

Terroir

São 17 hectares de vinhedos numa privilegiada posição, em colinas íngremes, numa altitude de 250 m. A exposição principal é sul e os solos são argila com areia ou silício, alternados com camadas acumuladas com argila, limo e areia, além de pedras. Essa variação exige métodos de cultivo diversificados, com 15 solos diferentes identificados por pesquisa. Jean-Bernard Larrieu produz seus vinhos com o objetivo de expressar ao máximo o caráter das variedades e os solos, adotando a vinicultura orgânica, trabalhando o terreno para estimular o aprofundamento das raízes e utilizando compostos naturais. O resultado são vinhos originais, que refletem magnificamente o terroir.

Vinhedos

As principais variedades cultivadas são a Petit Manseng, usada na produção de vinhos doces naturais, e a Gros Manseng, usada nos brancos secos. A primeira, é uma uva com cascas grossas e cachos pequenos, que prolongam sua maturação até dezembro, eventualmente. Nesse clima, o suco das uvas evapora lentamente, concentrando o sabor antes do ataque do fungo Botrytis. Os cachos miúdos são fermentados e o vinho é maturado em barricas, ganhando uma cor dourada e grande concentração de sabores, figurando ao lado de ícones franceses dos vinhos doces.


Premium

BELO HORIZONTE - 31 3282 1588 - Rua Professor Estevâo Pinto, 351 - Serra - CEP 30220-060
SÃO PAULO - 11 2574 8303 - Rua Apinajés, 1718 - Sumaré - CEP 01258-000

Beba com Responsabilidade

Premium

BELO HORIZONTE
Rua Estevâo Pinto, 351
Serra - CEP 30220-060
31 3282 1588

SÃO PAULO
Rua Apinajés, 1718
Sumaré - CEP 01258-000
11 2574 8303